29 de fev de 2008

Sonhos

Nossos sonhos na vida são como sonhos de padaria. Cada um tem um gosto diferente. Devemos experimentá-los o máximo possível. Alguns vamos gostar e querer novamente. Outros acharemos ruins e jamais voltaremos a provar.

Não precisamos ter medo de trocar de sonhos. Um sonho bom pode substituir o que até então nós gostávamos. O que não pode é continuar com o que não mais nos satisfaz.

Os sonhos não batem à nossa porta, é preciso ir até a padaria buscá-los. Muitos os desejam, por isso, se não formos rápidos, há o risco de ficar sem. O sonho acabou? Está em falta? Talvez seja o momento de procurar outro.

De vez em quando é legal levar sonhos para quem a gente gosta. Faz bem ver o sorriso no rosto dos que o recebem. Deixa a vida mais feliz.

Na vitrine, os sonhos nos sorriem. O prazer de saboreá-lo é o de um sonho realizado. Experimente-o. Sempre que bater aquela vontade, lambuze-se. A doçura que ele dá à nossa vida ajuda a suportar o amargo da realidade.